Você acredita que a Comunicação Não Violenta pode fortalecer o trabalho em equipe das mulheres? Por quê?

Home Fóruns Negócio de Mulher Você acredita que a Comunicação Não Violenta pode fortalecer o trabalho em equipe das mulheres? Por quê?

Visualizando 18 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #6643

      Você acredita que a Comunicação Não Violenta pode fortalecer o trabalho em equipe das mulheres? Por quê?

    • #6869
      Silvia Fasioli
      Participante

      Sim, com certeza! Porque o patriarcado tem, entre suas ferramentas de dominação, a imposição de que as mulheres são competitivas, rivais, fofoqueiras e histéricas. O próprio sistema molda um modo de agir impulsivo, reativo, agressivo, que ocorre de opressor sobre oprimidos/oprimidas (pelas relações de poder) e entre os iguais, devido a essa cultura da rivalidade, do julgamento, da falta de empatia. Praticando a Comunicação Não Violenta, somos capazes de praticar a empatia de fato e construir melhores relações, em especial entre mulheres.

    • #6878

      A Comunicação não violenta é um modo de se expressar que define prioridades no fortalecimento de laços e relacionamentos. A continuidade de bons relacionamentos e em qualquer tipo de relação deve predominar a comunicação eficaz e empática, sendo assim com essa comunicação não violenta o trabalho em equipe das mulheres será fortalecido.

    • #6881
      Zeza Lopes
      Mestre

      Com certeza! Como diz Clara Charf a cultura da paz se concretiza no cotidiano das relações, com negociação, diálogo, liberdade, autonomia, igualdade e dignidade.

    • #6884

      Com a Comunicação não violenta somos capazes de conseguir resultados ainda mais promissores e vantajosos. As mulheres, ao trabalhar em equipe, devem adotar uma linguagem afetuosa, empática e sem julgamentos para o maior crescimento individual e social. Já basta que homens utilizam a linguagem violenta para cercear a liberdade, negar o reconhecimento de necessidades, diminuir o valor das mulheres. AS mulheres devem se unir para combater o patriarcado e a misoginia.

    • #6888
      Lucilene Cruz
      Participante

      Sim acredito. Porque podemos tentar compreender o que as outras mulheres estão passando, vivenciando, escutando o que elas dizem, sem julgar, despidas de pré-conceitos e opiniões formada sobre aquela situação. Dar ouvido, se colocar no lugar, entender como ela se coloca e se comporta. Pois com certeza as necessidades delas podem ser também as minhas. Porque muitas das vezes as mulheres se colocam na defensiva, ou agressiva pela competição, pelo sentimento de inferioridade, por orgulho, etc. E se houver essa troca esse escutar com empatia o trabalho em equipe se tornará muito prazeroso e fortalecido com toda certeza! Gratidão!

    • #6891
      Joci Aguair
      Participante

      Tenho dúvidas se fortalece ou não. Não é será uma resposta uniforme que possamos atribuir a todas as mulheres e homens. Penso muito na característica individual de cada pessoa. Num olhar macro, diria que sim ajudaria, talvez fosse até um pouco de terapia para algumas mulheres que em determinados dias são conseguem ser doces e suaves, são rispidas, considero que seja por questão hormonal. Analisando de forma especifica, considerando as fases da mulher, não teria certeza que ajudaria.

    • #6895
      Thiago Scatena
      Participante

      Depende.
      Para mim comunicação é sempre não violenta.
      Uma comunicação que se faz por meio de violações não é uma comunicação, mas uma dominação.
      Potanto, a comunicação não violenta é, per si, um fortalecimento do trabalho em qualquer gênero.

    • #6897
      Andreia Roque
      Participante

      Comunicação Violenta pode fortalecer o trabalho em equipe de uma forma em geral “Empatia criando espaço com flexibilidade”. Com equipe de mulheres pode ser, porém lembro que muitas vezes exatamente por sermos mulheres estamos em equipes que só imaginam nossa ” rotulação ” imaginando passividade e aceite. Ou seja não existe espaço para este olhar. Tenho vivências e experiências muito claras neste sentido

    • #6901
      Marlene
      Participante

      Acredito, pois a Comunicação Não Violenta proporciona relacionamentos melhores e mais fluídos, necessário ter o jeito certo de falar com o outro e promove compreensão e empatia.

    • #6904

      Sim, porque envolve ética, diálogo, posicionamento ponderado e unificação de ideias em comum.

    • #6906
      Eliene Coelho Silva
      Participante

      Sim, acredito! Porque primeiramente devemos ver a pessoa que está por traz de comportamentos, sem rotulá -las. Sem querer que façam algo a partir de nossas vontades, ou pontos de vistas. A Partir destes princípios da CNV, nossos relacionamentos serão muito mais empáticos e saudáveis e com certeza mais produtivos.

    • #6911
      ademara85@hotmail.com
      Participante

      Com certeza, a CNV proporciona a construção de uma relação mais empática, sem interferência de “pré- conceitos” que muitas vezes já ruinam uma relação antes mesmo de ter oportunidade de “acontecer”.

    • #6914

      Sim. Por que favorece relações mais dialogal, mais ativa e menos reativa, cada mulher pode sentir-se acolhida em sua individualidade e ao mesmo tempo, integrada e acolhida na equipe, gerando ambientes mais colaborativos, solidários e comunitários entre elas,

    • #6920
      marcelagea_
      Participante

      Acredito. A comunicação não violenta tem o potencial de resolver e alinhar os anseios e necessidades que emergem do trabalho em equipes femininas.

    • #6923
      cleofurquim
      Participante

      Sim, ferramenta indispensável para transformar o ambiente em que fomos criadas para a competitividade, nos tornando ansiosas por nos posicionar e alcançar nossos espaços e objetivos de forma mais agressiva. A comunicação não-violenta tem esse papel de oxigenar as relações.

    • #6927

      Acredito que é essencial!
      Uma forma de demonstrar respeito a outro ser, e encinar com exemplo que é possível nos relacionarmos sem competição.

    • #6930

      Sim. Sem dúvidas. Acredito sim que a comunicação não violenta pode fortalecer o trabalho em equipe das mulheres! É possível verificar que através de um diálogo compassivo se constrói relações sólidas e saudáveis. A escuta ativa, sem pré julgamentos, a empatia, solidariedade e compaixão fortalece os laços e as redes de apoio e acolhimento.

    • #6934

      Sim. Os prejuízos que o sistema patriarcal são tantos e nos atravessam de tantas formas, se manifestando especialmente nas formas como nós mulheres nos relacionamos. Tive a oportunidade de trabalhar na secretaria de assistência social do meu estado, ondem 90% dos recursos humanos eram mulheres, especialmente nos cargos de chefia. Eu acreditava que essa experiência de trabalho seria a menos violenta que eu teria, mas foi o contrário. Em seis meses eu estava tão desgastada e adoecida que pedi demissão. Saí de lá achando que isso precisava virar matéria de pesquisa, para que pudéssemos entender o quanto ainda precisamos nos reeducar e avançar.

Visualizando 18 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.